Imagem 6122D1632016132913Ec2AA.jpg

Leyla Perrone-Moisés e Alexandre Nodari ganham Prêmio Fundação Bunge na categoria crítica literária



2013-09-14

Este ano, o Prêmio Fundação Bunge, em sua 58ª edição, contempla profissionais ligados à Crítica literária e à área de Recursos Hídricos e Agricultura.

O Prêmio é um reconhecimento ao trabalho de pesquisadores que contribuem para o desenvolvimento do Brasil e um estímulo à produção intelectual de jovens talentos”, segundo seus organizadores.

Em crítica literária são dois premiados: Leyla Perrone-Moisés,  na categoria Vida e Obra, e Alexandre Nodari, na categoria Juventude. Os agraciados receberão R$ 135 mil e R$ 50 mil, respectivamente, em cerimônia realizada em São Paulo, no dia 01 de outubro.

Os candidatos ao Prêmio são indicados pelas principais universidades e entidades científicas e culturais brasileiras.

Leila Perrone-Moisés é professora titular de literatura francesa na Universidade de São Paulo. Foi professora na Sorbonne e na Maison des Sciences de lHomme de Paris.  É autora de dezenas de livros, entre eles a Falência da crítica, (1973).

Alexandre Nodari é doutorando em Teoria Literária na Universidade Federal de Santa Catarina. Sua pesquisa se debruça sobre o conceito de censura.  É editor do panfleto politico-cultural SOPRO, publicado pela editor Cultura e Bárbarie.

Em 1990, Antonio Candido e Maria Flora Sussekind ganharam o Prêmio na mesma categoria.



Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


Editora curitibana aporta em Lisboa

  Fundada em 2014, em Curitiba, Paraná, “com muitas ideias na cabeça e poucos recursos no bolso”, como sublinha ...

Livro premiado em Portugal será publicado pela Todavia no Brasil

Romance de estreia de Itamar Viera Junior, Torto arado venceu o Prêmio Leya 2018 por unanimidade. O júri, presidido pelo e ...

Inscrições abertas para o Prêmio Leya de Literatura 2019

A edição de 2019 do Prêmio Leya receberá inscrições até o dia 30 de abril. O concurso internacion ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM