Imagem foxmod.jpg

Da poesia



2012-06-19

Da poesia (escrita) nasce quase tudo. Com ela se inicia tanto no ocidente quanto no oriente a tradição de produzir textos simultaneamente capazes de comedimento e explosão. Uma combinação tão poderosa que anos de prolongado “esquecimento” não conseguem apagar. Simplesmente porque a síntese conseguida não reconhece limites para a sua reverberação. Estou pensando no poeta grego Arquíloco, cujos poemas produzidos no século 7 a.C. e “descobertos” pelas gerações mais recentes de leitores nos anos de 1960 continuam a ser citados e explorados semanticamente.

O poema que me interessa, ou o fragmento dele, tem como título Provérbio para um grande canalha e diz apenas isto: “A raposa conhece muitos truques,/o ouriço apenas um. Um muito bom” (traduzido da versão em inglês de Willis Barnstone, “The fox knows many tricks,/the hedgehog only one. A good one”).

A mais célebre repercussão desse poema é a do filósofo Isaiah Berlin (1909-1997), no seu ensaio sobre Tolstoi The Fox and the Hedgehog. Ali, Berlin se apropria do poema para...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Dora Ribeiro
Dora Ribeiro nascida em Mato Grosso do Sul, escreve poemas desde o início da adolescência. Estudou nos Estados Unidos, de onde voltou para cursar Letras na PUC-Rio. Também viveu em Portugal e na China. Publicou Ladrilho de palavras (1984), Começar e o fim (1990), Temporais (1993), Outros poemas (1997), Bicho do Mato (2000), Teoria do Jardim (2009) e Olho empírico (2011).




Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM