Imagem

Mia Couto vence prêmio Eduardo Lourenço



2011-10-08

O galardão, instituído em 2004, visa distinguir personalidades ou instituições, portuguesas ou espanholas, com intervenção importante na cultura ibérica.

Este ano e pela primeira vez, a distinção sai da Ibéria e é atribuída a Mia Couto, que nasceu e vive em Moçambique, sendo reconhecido pela divulgação da língua portuguesa.

João Gabriel Silva, reitor da Universidade de Coimbra e membro do júri, afirmou que o escritor “alargou os horizontes da língua portuguesa e da cultura ibérica” e a atribuição foi escolhida por “unanimidade e aclamação” entre 15 concorrentes.

Mia Couto, autor do célebre Terra sonâmbula, já foi premiado com o Prêmio Vergílio Ferreira (1999) e o Prêmio União Latina de Literaturas Românicas (2007).



Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


Intolerância no Brasil é tema de Seminário Internacional

  O Seminário "Raízes da Intolerância no Brasil" acontece no formato online de16 a 18 de Setembro. Com ...

Série de TV tenta traduzir a palavra saudade

  Dirigida por Paulo Caldas e Bárbara Cunha, a série Saudade procura explorar não só os significado ...

Festival inova formato e reúne poetas de mais de 40 países

De 12 a 21 de março, Leiria reúne poetas, leitores, performers, professores e criadores de diferentes campos artísticos ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM