Imagem

Sonho e decepção em Cidade livre



2010-08-10

O que o narrador da história vê, conta. E ele vê muito: a construção de um sonho, os primeiros moradores do que seria Brasília, personagens como Juscelino Kubitschek, Fidel Castro e outros se misturam a candangos num vasto canteiro de obras. Outra visão da mesma história aparece num blog, escrito pelo filho do narrador.

Muitas histórias contadas por duas gerações se cruzam em Cidade livre, do escritor e diplomata João Almino. O livro, disponível no Brasil desde julho, será lançado com O livro das emoções, obra anterior do autor, em novembro, em Portugal.

Os romances de João Almino são sempre ambientados em Brasília. Cidade livre era o nome do atual Núcleo Bandeirantes, e que deveria desaparecer quando Brasília fosse construída. Mas está lá até hoje, viva como as histórias de Cidade livre.

Cidade livre
João Almino
Record
240 páginas
R$ 39,90



Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


A palavra como reposta ao sofrimento

  O Museu da Língua Portuguesa lança nesta segunda-feira (13/7) o Palavra no Agora. A proposta é estimular ...

Escritores criam plataforma para gerar renda e novas interações com leitores

  Como resposta à crise que se abateu sobre o mercado literário devido à quarentena no Brasil, um grupo de escritore ...

Escritores ganham edital de emergência no Brasil

  Lançado pelo Itaú Cultural, o edital de emergência contempla duas categorias: Escrita - prosa ou poesia e  ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM