Imagem

Sonho e decepção em Cidade livre



2010-08-10

O que o narrador da história vê, conta. E ele vê muito: a construção de um sonho, os primeiros moradores do que seria Brasília, personagens como Juscelino Kubitschek, Fidel Castro e outros se misturam a candangos num vasto canteiro de obras. Outra visão da mesma história aparece num blog, escrito pelo filho do narrador.

Muitas histórias contadas por duas gerações se cruzam em Cidade livre, do escritor e diplomata João Almino. O livro, disponível no Brasil desde julho, será lançado com O livro das emoções, obra anterior do autor, em novembro, em Portugal.

Os romances de João Almino são sempre ambientados em Brasília. Cidade livre era o nome do atual Núcleo Bandeirantes, e que deveria desaparecer quando Brasília fosse construída. Mas está lá até hoje, viva como as histórias de Cidade livre.

Cidade livre
João Almino
Record
240 páginas
R$ 39,90



Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


FesThink – “Refazer o Mundo” a partir de Sobreda

  No fim de semana de 11 e 12 de junho, o Solar dos Zagallos, na Sobreda, vai receber concertos, debates, oficinas e leituras dramá ...

Nasce em Lisboa novo espaço para a cultura de Língua Portuguesa

  Em uma das livrarias mais icônicas de Lisboa, a Ler Devagar, foi inaugurado ontem o Espaço Talante. A curadoria do novo ce ...

Literatura de Língua Portuguesa ganha novo prêmio

  O Prêmio Candango de Literatura é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federa ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2022 REVISTAPESSOA.COM