Imagem qb8282812016095903S87GK.jpg

Um muito obrigado para David Bowie



2016-01-27

Nós, a vagabundagem inspirada, ficávamos totalmente enlouquecidos com esse cancioneiro alienígena, pansexual, com aquele glitterismo alegria-alegria que contemplava em si a ideia de uma liberdade total.

De Bowie, lembro de ter ouvido pela primeira vez com “Modern Love” – um pop descaradamente dançante com lindas linhas vocais. De Bowie, um pôr-do-sol de inverno com “Space Oddity” nos arrepios da pele e, no paladar, o suor dela que, a contrapelo, nos atropela. De Bowie lembro de Lawrence Ferlinghetti: Fuck art, let’s dance! De Bowie, lembro da extraordinária capa de The Man Who Sold The World – desconstruindo em pleno setentão, de vestido, cabelos compridos, andrógino total, um barato. De Bowie, lembro de Gorillaz e Clint Eastwood. De Bowie na lagowie e Wim Wenders e aprendenders. De Bowie,...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Fabiano Calixto
Fabiano Calixto nasceu em Garanhuns, Pernambuco, em 1973. É doutorando em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo, USP. Publicou Algum (edição do autor, 1998), Fábrica (Alpharrabio Edições, 2000), Um mundo só para cada par (Alpharrabio Edições, 2001), Música possível (CosacNaify/7Letras, 2006), Sangüínea (Editora 34, 2007), A canção do vendedor de pipocas (7Letras, 2013), Para ninar o nosso naufrágio (Corsário-Satã, 2013), Equatorial (Tinta-da-China, 2014) e Nominata morfina (Córrego/Corsário-Satã/Pitomba, 2014). Seu novo livro de poemas, Fliperama, sairá em 2016.



Sugestão de Leitura


Tempos incríveis

O tempo é um estado: a chama em que vive a salamandra da alma humana.Andrei TarkovskiO barato para mim sempre foi o processo. Em tudo, ou quase ...

A borboleta amarela, a borboleta azul

Amor, vim te buscar em pensamento cheguei agora no vento Walter Franco Quando saímos de São Paulo, naquela manhã quente de um janeiro r ...

Enterrem meu coração na curva do Rio

Para Angie, Carlito, Duda, Heyk, Marianna, queridos amigos que cá estão, e para Zoé, que chega já já Foi a primeira vez que levei a poesia de ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM