Imagem E749N742016111140333LM.jpg

Fumo, o poema, o albatroz



2016-04-07

Três poemas inéditos de José Almino. Curadoria de Heloisa Jahn


Fumo

Pero insistes, lágrima escarnecida,
y alzas en mí tu imperio desolado1


Fumo era uma faixa de crepe

sinal de luto

colado ao peito.


Pobre feito uma queixa

cheiro de poeira

zoada na esquina

cachorro  molhado

um gemido.


Doía feito desabafo.


1 Octavio Paz



O poema 2 


É o mesmo que semear, tem mais de natureza que de arte, caia onde cair.

Alinhado como as estrelas, não é ordem que faça lavor, mas é ordem que faz influência.


Nada tem do ladrilhar.

A sua presença deve ser irrefutável,

como a de um boi que passa ao sol duro:

entre o chão de barro e Deus.


2 Através de Vieira



O albatroz


Imprevisível

como a vontade de Deus em se deixar amar

e a sua disposição em se deixar seguir,

vem comigo, pássaro torto

sem rima e solto.


Acima do mar.



Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


José Almino

José Almino nasceu no Recife em 25 de junho de 1946. Aos dezenove anos, com o resto da família, foi para o exílio acompanhando o pai, Miguel Arraes. Voltou ao Brasil em 1985, estabelecendo-se no Rio de Janeiro. Pesquisador da Fundação Casa de Rui Barbosa, publicou duas novelas – O motor da luz e O baixo Gávea – e três livros de poesia – De viva vozManeira de dizer e Estrela fria. Foto de Rodrigo Sack.




Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM