Imagem YM6Rm1652016132538G2669.jpg

Poema inédito de Zulmira Ribeiro Tavares. Curadoria de Heloisa Jahn



Os pés perderam o compasso.


Alinharam - se os braços ao tronco

em arco - submissos companheiros   

leais indicadores da descida.


Voltaram os sons ao ponto de partida.

Voltaram o contorno e o miolo das figuras,


deixando-lhe vazios


os ouvidos dois túneis sem trilho                        

os olhos sem traço duas vidraças lavadas.


Perdidos os dentes os alimentos soltaram-se

ausentando-se da boca surpreendida e ávida.


Alertaram-no os amigos tardos no aviso:   

abra os olhos ao que passa, foge-lhe tempo.


De imediato obediente os teve abertos

para fecha-los logo mais em definitivo.


Foi em um piscar de olhos a despedida

concluiram os amigos resignados.


A cremação ampliou trêmulo suspiro  

um ruflar de asas sem a contribuição de pássaros.

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Zulmira Ribeiro Tavares
Zulmira Ribeiro Tavares é contista, romancista e poeta. Por um período, atuou como crítica de cinema. Publicou, em 1955, livro de poemas Campos de Dezembro, e, em 1974, Termos de Comparação, mescla de ensaísmo, poesia e ficção, pelo qual recebeu o prêmio revelação da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA). É autora de O Japonês de Olhos Redondos (1982); O Nome do Bispo (1985), agraciado com o Prêmio Mercedes-Benz de Literatura; O Mandril (1988); Joias de Família (1990); Café Pequeno (1995) e Cortejo em Abril (1998), Vesúvio e Região (2012). Foto de autoria de Bel Pedroso.



Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM