Imagem Corinthians.jpg

Transtorno corinthianista



2015-12-03

Alguém já disse que a felicidade é como a neblina: quando estamos dentro não a percebemos. De fato, cercado pela névoa da corrupção de Brasília, do fascismo da PM, das tragédias de Mariana, Síria e Paris, do Boko Haram e do ISIS, do naufrágio da Cosac Naify, da conta bancária e do amor que pareceu eterno, este corinthiano sorri amarelo com a excepcional performance de seu time em 2015. Sob uma perspectiva dessas, o que significa “vai, Corinthians”? E já significou algo, alguma vez?

Todo torcedor vê seu time como a Terra Prometida e seus iguais como o Povo Eleito; comigo...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ronaldo Bressane

Ronaldo Bressane é escritor e jornalista, autor de Sandiliche (Cosac Naify) e Mnemomáquina (Demônio Negro), entre outros. Seu blog é o Impostor, ronaldobressane.com. Na revista Pessoa, ele trata dos transtornos do nosso tempo




Sugestão de Leitura


Mudancite aguda

1. Eis que chego ao 22º ponto de vista da minha vida, um pouco por vontade de mudar, outro tanto por fim de contrato. Meus livros reclamaram ...

Amarração do amor

Subindo a rua íngreme o cara pensa em parar na sex shop, e, porra, por que não?, para. Empurrando o carrinho da filha recém-nascida a caminho d ...

Transtorno do dedo-de-seta

Todo mundo tem culpa, mas não dos pecados bacanas que confessa. Em trezentos metros, vire à direita. Hein? Quem disse isso? N&atild ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM