Imagem XL6Qk2312017163700F2658.jpg

Poema de gravidade



2017-01-23

Poemas inéditos de Dinha. Curadoria de Heloisa Jahn

Poema de gravidade


cresci

desafiando as leis

da gravidade


dos meus irmãos, da minha família,

de todos os conhecidos

corações

partidos


hoje

vou passar na minha pele

uma tinta de invisível

pra ficar só o cabelo

crescendo eternamente

ou até quando for preciso.



Capitão sem mato


Eu vi seus menino

fardado.

Descendo o sarrafo

no júnior.


Mas bem que

nas horas vagas

- bagaça -

sorriem e dão rolê com a esposa e os filhos.

Vêm TV, jogam mahjong

e até esquecem


os ossos

do ofício.



Intimação


Quem te disse que podia

ser soldada

nesta terra de ninguém invade?


Quem te disse que era tarde

poeira e desgaste

amanhecer sozinha

sem nem sol vindo de fora

pra te invadir cortina?


Eu te disse que era osso.

Neste reino de pescoço

amanhecer é uma batalha

sempre


íntima.



Terceiro poema recalcado


Pode vim com...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Dinha
Dinha (Maria Nilda de Carvalho Mota) é aluna do curso de doutorado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo. Professora da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo e editora do selo independente Me Parió Revolução, é autora dos livros de poesia: De passagem mas não a passeio (Global Editora, 2008); Onde escondemos o ouro (Edições Me Parió, 2013) e Zero a zero: 15 poemas contra o genocídio da população negra (Edições Me Parió, 2015).



Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM