Imagem 1508760905.jpg

Apaixonados por regência

Imagem: Hot Black



2017-10-22

 

Regência é um negócio que atazana muita gente. Neste campo do amor e outras dificuldades, há mais palavras e sintaxes duvidosas. Namorar, por exemplo. Eu namoro com ele ou eu o namoro? Quem nunca se viu diante disso? Popularmente, massivamente, é claro que ouvimos, vida afora, muito mais gente dizer que namora com. Mas rezam os manuais que o “certo” é namorar o ou a. De sorte que ficamos na dúvida se aqueles dois apaixonados lá de cima podem ser namorados. É claro que sabemos que o amor raramente dá bola para a gramática.

 

O casal apaixonado estava e apaixonado continuou, mesmo depois da questão com a regência se atravessando entre eles. A moça, quase aos uivos, dizia na orelhinha molinha dele: “Sou completamente apaixonada por... com... por... você”. E aquilo incomodou que só. O rapaz, conhecedor das artimanhas da língua, especialmente a escrita, resolveu ouvir sem se abater muito. A paixão era mais importante. E aquilo nem era “erro”, como algum gramatiqueiro poderia acusar. Era uma dúvida. Uma instigante dúvida sobre regência. A moça logo disse, descendo de cima do cara: “Poxa, sei lá qual é a regência disto!” E passaram os dois a rir e a discutir a relação com a língua portuguesa.

Regência, meu bem, antes de ser um arrefecedor de paixãozinha entre casais calientes, é, segundo definições encontradas por aí, uma questão sintática. Basicamente, dedica-se a como duas palavras se relacionam, sendo elas um verbo e uma preposição ou um nome e uma preposição. Daí que estudamos, desde a escola, as...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Elisa Ribeiro

Ana Elisa Ribeiro nasceu em 1975, em Belo Horizonte, cidade onde vive. É autora de livros de poesia, conto, crônica e literatura infantojuvenil, por diversas editoras brasileiras. Bacharel e licenciada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde também se formou mestre e doutora em Estudos Linguísticos.É professora e pesquisadora nos campos da Linguística Aplicada e da Edição, no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.




Sugestão de Leitura


A saudade já era

  De vez em quando, me irrito com uma palavra. Do mesmo jeito que posso me encantar por um vocábulo, por seus dotes estétic ...

Cerco ao revisor de textos

Anos atrás, comecei a leitura de um livro que me impressionou pelo protagonista que tinha: História do Cerco de Lisboa. A fama era complicada. Pa ...

Língua é coisa de museu

  Telefone fixo é coisa de museu. Livro antigo é coisa de museu. Correspondência é coisa de museu. Móve ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM