Imagem 1513774759.jpg

Dramas para negros e epílogo para brancos

Abdias do Nascimento. Câmara dos deputados. Acervo Itau Cultural



2017-12-20

 

Uma pergunta exige resposta para que a sociedade brasileira possa avançar na discussão do tema lugar de fala: por que algumas pessoas se sentem autorizadas a asseverar regras para o pensamento alheio?

 

“Miscigenação também é genocídio.” A foto de uma faixa com esse dizer – carregada por manifestantes na Avenida Paulista, durante a Marcha da Consciência Negra, em novembro de 2017 – ganhou destaque no caderno “Ilustríssima”, da Folha de S. Paulo, no dia 16 de dezembro último. A imagem servia de mote para um artigo do antropólogo e ensaísta Antonio Risério tachando os movimentos negros de colonizados, anacrônicos e preconceituosos. Não pretendo contestar o teor do argumento dele: que a mestiçagem é elemento fundador da nossa existência coletiva e precisa ser rediscutida em profundidade, em vez de descartada com o que ele chama de “afirmação slogamática”. Não vou debater o tema aqui, até porque empreendi recentemente uma tentativa de fazer exatamente isso, em outro lugar. Além do mais, como Risério e muita gente, não considero que miscigenação e genocídio sejam equivalentes, ainda que discorde dele quando sugere que a racialização do discurso sobre sexo é fruto de “dogma” e “paranoia”. Quero colocar em questão não...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Rafael Cardoso

É escritor e historiador da arte, PhD pelo Courtauld Institute of Art (Londres). Seu livro mais recente é O Remanescente, publicado em 2016 pela Companhia das Letras e traduzido para alemão (S. Fischer) e holandês (Nieuw Amsterdam). É autor de mais três livros de ficção e co-roteirista do longa-metragem Maresia (dir. Marcos Guttmann, 2016). É também autor de diversos livros sobre história da arte e do design no Brasil, incluindo Design para um mundo complexo (Cosac Naify, 2012). Atua ainda como curador independente, responsável, entre outras, pelas exposições Do Valongo à Favela: Imaginário e periferia (Museu de Arte do Rio, 2014). E colaborador do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mora atualmente em Berlim. Fotografado por Patricia Breves.




Artigos Relacionados


Vamos abolir 2018

  Chegou às minhas mãos esse texto do lobista alemão Ernst Lügner. Circulado de modo restrito entre empres&aacu ...

O Brasil solta o Frota interior

  Confesso que cheguei a nutrir uma admiração atravessada pelo Alexandre Frota. Antes que me apedrejem, apresso-me em quali ...

Aprendendo com Kassel

  Presente de grego No penúltimo fim-de-semana antes do encerramento da Documenta, Kassel estava cheia. Ruas abarrotadas de gen ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM