Imagem 1519734903.jpg

Um convite ao «descarrilar» da leitura

Na foto: Pedro Eiras. Divulgação



2018-02-27

 

há nesse trabalho algo de inquietante, diria mesmo perturbador, na medida em que as citações «surgem de repente para despojar o leitor das suas convicções», numa espécie de paradoxal leitura. Daí que o risco assumido nesta obra de Pedro Eiras seja bastante elevado. No sentido em que não encontramos em Ensaio sobre os Mestres uma narrativa contínua e sistemática, mas uma obra que implica um olhar nómada, descontínuo, golpeado pela polifonia das vozes que aqui ressoam. 

 

Dizia Roberto Calasso, em Os Quarenta e Nove Degraus, que Benjamin era um exegeta pelo modo como «se escondia por detrás de montões de material a comentar», gesto que, como se sabe, é elevado ao seu clímax nessa obra-prima do século XX, que é O Livro das Passagens, texto publicado postumamente por Rolf Tiedermann, de acordo com as indicações deixadas pelo seu autor. A fuga da guerra e a trágica morte de Benjamin em Port Bou, em 1940, impediram-lhe de concluir o projecto. Porém, os milhares de notas deixadas pelo seu autor permitiram que o editor não se perdesse diante do amontoado de citações e conferisse-lhes inteligibilidade e coerência, organizando-as em torno de temas e afinidades entre os textos, dividindo a obra por capítulos.

Por outro lado, a composição do Livro das Passagens, tal como o livro de Pedro Eiras, obedece a um dispositivo: o da «montagem literária», inspirando-se em Benjamin na técnica do cinema e também nas técnicas usadas pelo próprio...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Maria João Cantinho

É professora, ensaísta, poeta e crítica. Doutorada em Filosofia, colabora regularmente em várias revistas acadêmicas e literárias, publicou várias obras de ficção, ensaio e de poesia. É editora da revista digital Caliban. Venceu este ano o Prêmio Glória Sant'anna, pela sua última obra de Poesia, Do Ínfimo. Com um livro de ficção no prelo, "Os filhos de Saturno" (Deriva editora). É membro da direcção do PEN Clube Português, da APE (Associação Portuguesa de Escritores) e da APCL (Associação Portuguesa de Críticos Literários). É investigadora do CFUL (faculdade de Letras) e do Collège d'Études Juives da Universidade da Sorbonne.




Sugestão de Leitura


Em seu último livro, João Barrento apresenta vários aspectos da figura de um prodigioso Goethe

  Qualquer aproximação a um génio multiforme como Goethe é uma tarefa de risco. Não poderíamos ...

Um gesto de sobrevivência

  Numa entrevista concedida a Isabel Lucas, no Ipsílon (Público, 29.07.2017), Helder G. Cancela fala de um «silê ...

Liberdade imaginativa com disciplina formal

  (…)Abracemos o vento, como Ariel, ou como Caliban. Radiantes. António Cabrita, “Quadras”, 10, p. 20. & ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM