Imagem 1521480627.jpg

O limite do empoderamento é o poder

Cena do filme Bixa Travesti



2018-03-19

 

No Brasil, não existe tradição de compartilhar o poder, e menos ainda de conviver com opiniões dissidentes. Manda quem pode, obedece quem tem juízo. Quem insiste em contestar esse estado das coisas, corre o risco de ser morto.

 

Esta coluna principiou como uma reflexão a partir de dois filmes brasileiros recentes. A intenção era tecer algumas críticas conceituais ao termo empoderamento, onipresente como categoria teórica e palavra de ordem desde a década de 1990. Porém, tais ponderações vão ter que aguardar momento propício. Os eventos da última semana atropelam as discussões e forçam o debate para um terreno cruento. Nada mais ilustrativo do título deste texto do que a execução de Marielle Franco. A vereadora reunia em sua pessoa quatro condições marginalizadas no Brasil – mulher, negra, gay, nascida e criada na favela  – características que lhe conferiam legitimidade para falar em nome dos setores mais despossuídos da sociedade. Sua atuação política extrapolou os limites estritos da vereança carioca e mesmo do partido ou dos projetos que defendia, conforme evidencia a comoção nacional provocada por sua morte. Com seu inegável carisma, Marielle vinha se tornando rosto e voz da luta pelo empoderamento de minorias oprimidas. Seu assassinato...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Rafael Cardoso

É escritor e historiador da arte, PhD pelo Courtauld Institute of Art (Londres). Seu livro mais recente é O Remanescente, publicado em 2016 pela Companhia das Letras e traduzido para alemão (S. Fischer) e holandês (Nieuw Amsterdam). É autor de mais três livros de ficção e co-roteirista do longa-metragem Maresia (dir. Marcos Guttmann, 2016). É também autor de diversos livros sobre história da arte e do design no Brasil, incluindo Design para um mundo complexo (Cosac Naify, 2012). Atua ainda como curador independente, responsável, entre outras, pelas exposições Do Valongo à Favela: Imaginário e periferia (Museu de Arte do Rio, 2014). E colaborador do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mora atualmente em Berlim. Fotografado por Patricia Breves.




Sugestão de Leitura


Onde estão os leitores?

  O encolhimento do mercado editorial brasileiro, relatado mês passado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econ&ocir ...

Três imagens de um país rasgado ao meio

  Duas imagens andaram circulando pela imprensa e as redes sociais, esses dias, tidas como simbólicas do momento histórico ...

Dildos, puritanos e feministas

  Moro em Berlim há pouco mais de cinco anos. Logo que cheguei aqui chamou minha atenção uma propaganda espalhada po ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM