Imagem 1524595623.jpg

Mina de palavras

Foto de Daniel Von Appen



2018-04-20

 

Para Maria Viana

Sendo mais de sol que de brumas, me encanto em névoas, sabendo que a cerração demasiada pode matar – a visão nublada causa acidente de carro ou barco, queda em precipício. É ciente desse perigo que escrevo. O mesmo deve se dar com  Maria Viana, editora, que após andar bom tempo em ambas as margens da estrada, decidiu firmar pé nas brumas do escrever. Silêncios no escuro é o bom fruto dessa decisão.

Maria vem das Minas e suas histórias saem de trás dos morros, das casas fechadas, dos casarões e das fechaduras. Histórias de morte...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Nilma Lacerda

Nilma Lacerda nasceu no Rio de Janeiro, onde vive. Autora de Manual de Tapeçaria, Sortes de Villamor, Pena de Ganso, Cartas do São Francisco: Conversas com Rilke à Beira do Rio, tem publicados ensaios e artigos científicos. Professora da Universidade Federal Fluminense e também tradutora, recebeu vários prêmios por sua obra, dentre os quais o Jabuti, o Prêmio Rio e o Prêmio Brasília de Literatura Infantojuvenil. No site da revista Pessoa, na Coluna Ladrinhos, Nilma publica quinzenalmente trechos das páginas lusófonas do Diário de navegação da palavra escrita na América Latina. O texto  ganhou talhe ficcional para publicação em Mapas de viagem, volume de contos que é fruto  de um projeto de formação de leitores. Ela também contribui com crônicas sobre o universo literário.




Sugestão de Leitura


Camões, bom tradutor

  Vou ao cinema, Um segredo em Paris. O título original está bem longe disso: Drôles d’oiseaux. Tem a ver com g ...

Com os dentes, na raiz

Conheci António Salazar por meio de práticas domésticas que, se não matavam ou feriam severamente o corpo, o mesmo n& ...

O bichano experimental

Pelas ruas de Paraty, após a última FLIP, o autor diz que escritores são os outros, e sai em entrevistas a perguntar: &ldquo ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM