Imagem 1527182371.jpg

Leia trecho de livro de Paulina Chiziane

Na foto: Paulina Chiziane. Por Otávio de Souza



2018-05-25

 

Revista Pessoa publica o primeiro capítulo de O Alegre canto da perdiz,  livro da moçambicana Paulina Chiziane que a Dublinense publicará ainda em 2018 no Brasil

1

 

Um grito coletivo. Um refrão.

Há uma mulher nua nas margens do rio Licungo.

Do lado dos homens.

— Ah?

Há uma mulher na solidão das águas do rio. Parece

que escuta o silêncio dos peixes. Uma mulher jovem.

Bela e reluzente como uma escultura maconde. De

olhos pregados no céu, parece até que aguarda algum

mistério.

— Quem é ela?

Uma mulher negra, tão negra como as esculturas de

pau-preto. Negra pura, tatuada, no ventre, nas coxas,

nos ombros. Nua, assim, completa. Ancas. Cintura.

Umbigo. Ventre. Mamilos. Ombros. Tudo à mostra.

— De onde veio?

No céu da vila a notícia corre como as ondas da

rádio. Nesta cidadela pacata, quase nada acontece e

tudo é...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


Azagaia

  às mães e também às mães em minha mãe   é de muita miçanga nos fio ...

Moço em estado de sítio

  (Silêncio. Acende uma luz em Lúcio e Jean-Luc. Comem pão com queijo. Ruído de rua. Um homem idoso está ...

Palavras por uma boa morte

  Poema Zen As palavras não fazem o homem compreender, é preciso fazer-se homem para entender as palavras. Herberto ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM