Imagem 1533557029.jpg

A saudade já era

Foto de Jack Finnigan



2018-08-06

As línguas se tocam, se emprestam, se surrupiam. Não dá para ter mesmo exclusividade em nada. É claro que os espanhóis sentem saudade desde há séculos, mas por que será que tomaram nossa palavrinha emprestada para dizer o que sentem? Ou só sente saudade quem pode expressá-la?

 

De vez em quando, me irrito com uma palavra. Do mesmo jeito que posso me encantar por um vocábulo, por seus dotes estéticos e sonoros, posso me sentir irritada, ludibriada e enganada. E às vezes só me dou conta disso quando o comparo a uma palavra de mesmo sentido ou de sentido aproximado, mas em outra língua. Exemplos disso existem em profusão, mas vou pegar aqui alguns da nossa hermana, a língua espanhola.

Minha primeira ocorrência de palavra irritante, justo porque me parece imprópria, é guarda-chuva. Desde pequena, lembro-me de achar que não era nem um pouco devido chamar aquele objeto,...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39,00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39,00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Elisa Ribeiro

É mineira de Belo Horizonte, onde trabalha e reside. É professora e pesquisadora do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, onde atua na área de Linguagem e Tecnologia, em três níveis de ensino. Publicou mais de trinta livros para crianças, adolescentes e adultos, sendo os mais recentes os poemários Álbum (Relicário, 2018) e Dicionário de Imprecisões (Impressões de Minas, 2019). É colunista do Digestivo Cultural e da Revista Pessoa. Fotografada por Sérgio Karam.




Sugestão de Leitura


Ponto, parágrafo

  Defina parágrafo. Minha memória vive me traindo, mas às vezes me vem um lampejo de alguma aula lá do ens ...

Minha língua

  Faz um tempo, a editora desta Revista Pessoa me fez o honroso convite de escrever uma coluna mensal cujo título já estava ...

No baloiço das palavras

  Vou gastar o espaço de um texto inteiro para confessar minha paixão por falar e escrever antigo. Usar palavras que ningu& ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM