Imagem 1533904849.jpg

Vestígios da colonização

Estação de trem de Lourenço Marques, 1935. Claus Bunk



2018-08-10

 

Para além da imagem, há na construção textual de Isabela uma ambivalência que me parece da mesma ordem. Seu fraseado revela uma estrutura muito sutil de alternância de dois olhares: o infantil e o racista. E o efeito que isso produz é brutal. Essa oposição construída sem alarde é responsável por solapar qualquer tom edificante que um desavisado leitor pudesse esperar daquelas páginas.

 

A literatura de Isabela Figueiredo pode ser lida sob o signo da “mácula” – como uma grande imagem, que vai e volta , mas também no estilo que constrói em seus dois livros lançados no Brasil, este ano, pela Todavia.

Em seu romance mais recente, A gorda, a imagem aparece quase como uma declaração de princípios: “Tenho a certeza de que quero viver suja dos piores dias e dos melhores. Com manchas de urina seca nos tornozelos”.

É, no entanto, no livro em que narra suas memórias da infância em Moçambique, onde nasceu, que a oposição pureza-impureza, asseio-sujeira, sobressai. “Não havia forma de poupar o meu corpo às manchas da terra, contudo estava proibida de me manchar dela. Não havia forma de me libertarem dessa necessidade de me manter imaculadamente branca. Estou sempre vestida de branco, preocupada em não me sujar”, diz Isabela em Caderno de memórias coloniais.

A preocupação com o asseio, é claro, era o modo como os brancos – os...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Rita Palmeira

É crítica literária e editora. Doutora em Literatura Brasileira pela USP e mestre em Teoria e História Literária pela Unicamp, escreve sobre livros de ficção e edita livros de não ficção.




Sugestão de Leitura


Diário de instantâneos em versos breves

  Basta que as crianças aprendam a falar e a perguntar para os pais começarem a ecoar as gracinhas dos filhos, sempre enunc ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM