Imagem 1535645906.jpg

Em novo livro, Edmar Monteiro Filho acerta ao flertar com o insólito e o fantástico

Reprodução de Maurits Cornelis Escher



2018-09-01

Obsessão pelo rascunho: acompanhamos, com frequência, em uma ilusão de tempo real, a escrita ficcional acontecer. Os exemplos mais explícitos desse processo são os contos “Três mundos”, “Predestinação” e “Espelho mágico”. Em todos, a partir da observação da vida de pessoas ou de objetos, os narradores imaginam diante de nós aquilo que ainda virão a escrever e compreender. Nesses três exemplos, nunca ficamos com o resultado, mas sim com o processo da escrita. Há sempre um forte apelo conceitual e processual em Atlas do impossível.

Não há nas narrativas de Edmar Monteiro Filho nenhum grande tema da “moda”. Pelo contrário, suas temáticas são velhas conhecidas nossas: linguagem, morte, memória. Um fundamento está na base de quase todos os contos do seu intrigante Atlas do impossível: estabelecer uma poética do rascunho. Atlas do impossível se filia a um rico filão da prosa contemporânea, nas quais o olhar sobre a linguagem verbal – sua natureza, suas armadilhas, estratégias e limitações narrativas – é posicionado na linha de frente das preocupações ficcionais. Obras como as de Mario Levrero, Roberto Bolaño, Enrique Vila-Matas, Ricardo Piglia, Juan José Saer, Alberto...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Cristhiano Aguiar

É escritor e professor da pós-graduação da Pós-Graduação em Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em 2018, publicou o livro de contos Na outra margem, o Leviatã (Lote 42) e em 2017 o livro teórico Narrativas e espaços ficcionais: uma introdução (Editora Mackenzie).




Sugestão de Leitura


A distopia serena de José Eduardo Agualusa

  Assim que terminei a leitura do romance Os vivos e os outros, livro mais recente do escritor angolano José Eduardo Agualusa, me ...

Crítica literária em trânsito

   Em comemoração aos dez anos de existência da Revista Pessoa, Mirna Queiroz sugeriu que nós colaborador ...

O jogo de máscaras abolicionista nas crônicas de Machado

  Como bem sabemos, Machado se dedicou a vários gêneros literários. Os que mais lembramos são o conto e o roma ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM