Imagem 1535645906.jpg

Em novo livro, Edmar Monteiro Filho acerta ao flertar com o insólito e o fantástico

Reprodução de



2018-09-01

Obsessão pelo rascunho: acompanhamos, com frequência, em uma ilusão de tempo real, a escrita ficcional acontecer. Os exemplos mais explícitos desse processo são os contos “Três mundos”, “Predestinação” e “Espelho mágico”. Em todos, a partir da observação da vida de pessoas ou de objetos, os narradores imaginam diante de nós aquilo que ainda virão a escrever e compreender. Nesses três exemplos, nunca ficamos com o resultado, mas sim com o processo da escrita. Há sempre um forte apelo conceitual e processual em Atlas do impossível.

Não há nas narrativas de Edmar Monteiro Filho nenhum grande tema da “moda”. Pelo contrário, suas temáticas são velhas conhecidas nossas: linguagem, morte, memória. Um fundamento está na base de quase todos os contos do seu intrigante Atlas do impossível: estabelecer uma poética do rascunho. Atlas do impossível se filia a um rico filão da prosa contemporânea, nas quais o olhar sobre a linguagem verbal – sua natureza, suas armadilhas, estratégias e limitações narrativas – é posicionado na linha de frente das preocupações ficcionais. Obras como as de Mario Levrero, Roberto Bolaño, Enrique Vila-Matas, Ricardo Piglia, Juan José Saer, Alberto Mussa e Elvira Vigna, por exemplo, embora muito diferentes entre si, compartilham, em maior ou menor grau, dessa mesma preocupação. Há sempre uma tensão nessas obras, a de que a palavra, em confronto com a própria experiência da realidade, acabe por ser a responsável por uma perda de energia vital, energia essa cuja essência seria a verdade das próprias coisas.

E...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Cristhiano Aguiar

É escritor e professor colaborador da Pós-Graduação em Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Em 2018, publicou o livro de contos Na outra margem, o Leviatã (Lote 42) e em 2017 o livro teórico Narrativas e espaços ficcionais: uma introdução (Editora Mackenzie).




Sugestão de Leitura


Na fronteira entre o humano e o animal

Em 1912, Augusto dos Anjos publica em livro o poema “O morcego”, que começa assim: “Meia-noite. Ao meu quarto me recolho ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM