Imagem 1545304389.jpg

Do exílio 4 - Aqui mora um comunista

Foto de muro pichado pela Ação poética Escobar



2018-12-20

Queria um fim de ano outro. Sem essa partição sem música. Sem tantas partidas. Prisões. E mortes. Sem temor. Essa alegria inofensiva já ela mesma escancarando a sua abundante fraqueza. Nenhum outro lugar existe no entanto no meu mapa. Na minha carta afetiva feita de andanças sem fim. Sem começos duradouros. Talvez aqui. Talvez aqui. Talvez hoje consiga escrever com você esse livro porque também estou meio morta, sem lugar. Fico pensando se será isso a morte.

 

 

Je vois l’homme perdu
de perversions politiques,
confondant action et expiation,
nommant conquête son anéantissement.

René Char

 

É fim de ano. Vinte anos depois estou aqui de novo. Agora com minha filha. Nesse exilio que sempre me pertenceu sem que eu soubesse porque. Tantos anos e ele, apesar de aqui, ainda me escapa. A tua presença. E a dela. Trazem para o ar frio e o céu anoitecido das manhãs uma certa leveza espessa. Minha solidão é hoje outra. Ligada aos fiapos do que lembro e ao grande esquecimento diante do qual escrevo. Sem saber como escrever. Nunca se...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Kiffer

É Professora da Pós-Graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da PUC-Rio, Cientista do Estado pela FAPERJ e Bolsista de Produtividade no CNPq. Curadora convidada da Bienal de SP 2021. É escritora, com livros como Tiráspola e Desaparecimentos, Editora Garupa, 2016, A punhalada, 7Letras, 2016, Todo Mar, Urutau, 2018; colunista da Revista Literária Pessoa, pesquisadora da obra do escritor francês Antonin Artaud, vem desenvolvendo há muitos anos uma investigação sobre os diversos modos de relação entre os corpos e a escrita. Autora do livro Antonin Artaud, EDUERJ, 2016, e com Gabriel Giorgi Ódios Políticos e Politica do Ódio, RJ: Bazar do Tempo, 2019 e Las Vueltas del ódio, BA: Eterna Cadência, 2020. Organizadora do livro A Perda de Si – cartas de A. Artaud, Rocco, 2017; e das coletâneas Sobre o Corpo 7Letras, 2016, Expansões Contemporâneasliteratura e outras formas, com Florência Garramuno, UFMG, 2014, entre outros artigos e ensaios.  Fotografada por Aline Macedo.




Sugestão de Leitura


Escrever desde o Sul. 9

  com o coração na garganta   a gente lembra com a perna o quanto o tempo parou "Vingar", de Da ...

escrever desde o Sul. 8

  nunca conheci o meu avô paterno. Sebastiao Kiffer, o Coca. meu pai, que cada vez mais vem se lembrando da sua infânci ...

escrever desde o Sul. 7

  quando se perde um amor, ou a ideia de um amor, ou um possível amor, ou uma possibilidade quiçá de que isso seria ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM