Imagem 1548072180.jpg

O mau jardineiro

Foto de Sven Scheuermeier



2019-01-21

Il y a des natures purement contemplatives et tout à fait impropres à l’action, qui cependant, sous une impulsion mystérieuse et inconnue, agissent quelquefois avec une rapidité dont elles se seraient crues elles-mêmes incapables.

[Há naturezas puramente contemplativas e de todo não afeitas à ação, que no entanto, sob impulso misterioso e desconhecido, agem às vezes com uma rapidez de que nem mesmo elas se acreditariam capazes.]

Charles Baudelaire, Le Mauvais Vitrier [O Mau Vidraceiro]

 

Fabiano consegue burlar a segurança do condomínio de luxo, ao se fazer passar pelo jardineiro, que há uma semana já não é. Foi demitido sumariamente pelo patrão, irritado por sua beleza, que de algum modo distraia os olhos da filha. Além disso, tinham-no encontrado em atitude suspeitíssima, observando a linda garota na piscina dentro de um minúsculo biquíni. Constatado o perigo, demissão imediata, ignorando os anos de dedicação às flores, plantas ornamentais e ao deslumbrante gramado que se estendia até onde a vista.

Habitante agora de uma favela próxima, num desses contrastes gritantes dos trópicos, que os tornam tão tristes...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Evando (Camacã) Nascimento

Nasceu em Camacã (Bahia). Publicou os livros de ficção Retrato Desnatural: diários 2004-2007 (Record, 2008), Cantos do Mundo (Record, 2011, finalista do Prêmio Portugal Telecom, atual Oceanos), Cantos Profanos (Globo, 2014), A desordem das inscrições: contracantos (7Letras, 2019) e Diários de Vincent: impressões do estrangeiro (Circuito, 2021). Fez Doutorado na UFRJ. Nos anos 1990, foi aluno de Jacques Derrida (na EHESS) e de Sarah Kofman (na Sorbonne). Em 2007, realizou um Pós-Doutorado em Filosofia na Universidade Livre de Berlim. Ministrou cursos e palestras em instituições como a Universidade Federal de Juiz de Fora, a Universidade de Paris e a Universidade de Viena, entre outras. Ensaios: Derrida e a literatura (3ª. ed., É Realizações, 2015, traduzido em 2021 pela editora argentina La Cebra), Clarice Lispector: Uma Literatura Pensante (Civilização Brasileira, 2012) e, com Derrida, La Solidarité des vivants (Éd. Hermann, 2016). Site.




Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM