Imagem 1562068748.jpg

Que país é este?

Foto: Procissão do Círio de Nazaré - Belém, Pará. Osmar Arouck



2019-07-02

 

- Ditadura da hipocrisia;
- moral da escravidão;
- senso de oligarquia;
- mira na submissão;
- dever de conciliação;
- gosto de revolta;
- meadas de consciência;
- aperreio, sonho de vida na cidade, ladainha;
- abraço de paixão, barro e fé;
- Artur Bernardes, Lula, Frei Caneca;
- Bom Jesus da Lapa, São Paulo, Amazonas;
- escrava Anastácia, Menininha do Gantois, Zilda Arns;
- Zumbi dos Palmares, Nilton Bonder, Oswaldo Cruz; 
- José de Alencar, Affonso Romano, Cazuza;
- Maria Firmina dos Reis, Princesa Isabel, Elza Soares;
- Fabiano, Capitu, Riobaldo; 
- mula-sem-cabeça, Saci Pererê, Curupira, Negrinho do Pastoreio;
- bumba-meu-boi, folia-de-reis, círio de Nazaré, carnaval;
- Georgina de Albuquerque, Djanira, Iberê Camargo;
- Anísio Teixeira, João da Silva, Maria de Oliveira;
- homofobia, solidariedade, violência, pobreza, exploração, decência.

Saco de gatos, tapete mal traçado.
Balaio de costuras.

Retalhos pra mochila mambembar por aí.

 



Nilma Lacerda

Nilma Lacerda nasceu no Rio de Janeiro, onde vive. Autora de Manual de Tapeçaria, Sortes de Villamor, Pena de Ganso, Cartas do São Francisco: Conversas com Rilke à Beira do Rio, tem publicados ensaios e artigos científicos. Professora da Universidade Federal Fluminense e também tradutora, recebeu vários prêmios por sua obra, dentre os quais o Jabuti, o Prêmio Rio e o Prêmio Brasília de Literatura Infantojuvenil. No site da revista Pessoa, na Coluna Ladrinhos, Nilma publica quinzenalmente trechos das páginas lusófonas do Diário de navegação da palavra escrita na América Latina. O texto  ganhou talhe ficcional para publicação em Mapas de viagem, volume de contos que é fruto  de um projeto de formação de leitores. Ela também contribui com crônicas sobre o universo literário.




Sugestão de Leitura


Um fio para ver a terra

  “Vim para ver a terra. Eu toda livre de compromissos, quer apostólicos quer políticos, e assim de qualquer miragem ...

Carolina em Heidelberg

  A primavera está em curso, um brasileiro dinâmico, Leonardo Tonus, faz uma embaixada da literatura brasileira no exterior, ...

Duas vezes antes

  Sísifo chegou ao fim da linha ou ao que ele pensava ser o fim da linha. O terreno estava pedregoso, incômodo de pisar, imp ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM