Imagem 1565177274.jpg

Dó, masculino

Imagem: dicionário Aurélio



2019-08-05

Quem é que vai dizer, hoje, em língua de rua, que , essa coisa lamentosa e sensível que a gente vive sentindo, é palavra masculina e precisa de concordância de gênero? Quase ninguém. Só minha mãe, que é suficientemente importante para mim, mas que nem sempre obedeci, claro.

 

Só conheço a minha mãe que fala um dó, assim: “Nossa, me deu um dó daquele moço... tão jovem e tão doente”. Só ela. E não bastasse ela dizer no masculino, conforme dicionários e gramáticas ensinam, dona Carmen ainda sai por aí a corrigir os outros. Delicadamente, mas corrige sim. E mais ainda aos filhos, nem sei quantas vezes. Só posso concluir que tenho dó dela. Dona Carmen sofre. E muito. Porque todo mundo que eu conheço fala é uma dó, assim: “Me deu uma dó danada daquela mulher... que vê todo mundo falar errado”.

Bom, espiando um dicionário bom, a...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Elisa Ribeiro

Ana Elisa Ribeiro nasceu em 1975, em Belo Horizonte, cidade onde vive. É autora de livros de poesia, conto, crônica e literatura infantojuvenil, por diversas editoras brasileiras. Bacharel e licenciada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde também se formou mestre e doutora em Estudos Linguísticos.É professora e pesquisadora nos campos da Linguística Aplicada e da Edição, no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.




Sugestão de Leitura


Literatura à margem das escolas

  Neste setembro/outubro de tempo instável, abri o Facebook e deparei com um amigo, colega de profissão, denunciando algo t ...

Menos otorrino, mais linguista

  “O que você faz?” “Sou professora.” “Ah, é? De quê?” “De portuguê ...

Aqui, dá uma lidinha nisto?

  Psiu, oi, não é a primeira vez (e nem será a última) que me declaro uma amante dos estudos de morfologia ou ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM