Imagem 1585551426.jpg

Para Maria Quintans

Fotos: Sunyu



2020-03-29

É mais do que um exercício epistolar. Amigas, mesmo à distância, escutam-se e inventam um espaço próprio de acolhimento. No torvelinho interno da quarentena, refletem o tempo do qual são testemunhas, mas não só. A resposta de Cláudia Lucas Chéu à Maria Quintans lembra-nos que mesmo confinados ainda somos sujeitos da história. E que, apesar do mal, o amor insurge-se.

O diálogo intimista faz parte de "Cartas de um outro tempo", projeto que procura captar a sensibilidade de figuras do campo cultural à nova realidade imposta pela pandemia, num mundo vazio visto das nossas janelas. Amanhã leremos a carta de Evandro Affonso Ferreira para Leo Lama.  A resposta será publicada no dia seguinte.

 

 Lisboa, 26 de Março de 2020

 

Querida, mais-do-que-querida amiga, mãe fictícia e adoptada, não sei responder-te nessa voz de pássaro, que só tu e outros poetas sabem usar.

A minha voz anda por afinar como as cordas de um piano em desuso. À nossa volta, por estes dias, tudo soa a concerto adiado. Mas aqui ao lado, por exemplo, no país vizinho, o mundo começou a tocar um concerto antigo chamado Mal.

Li hoje que a comunidade se juntou para apedrejar várias ambulâncias que transportavam idosos com a peste.

Não queriam deixá-los entrar na cidade. Como se as pedras não bastassem, lançaram...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39,00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39,00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Cláudia Lucas Chéu

Portugal (1978). Tem publicados textos para cena Glória ou como Penélope Morreu de Tédio; Violência — fetiche do homem bom, pelas edições Bicho-do-Mato/Teatro Nacional D. Maria II; A Cabeça Muda, pela Cama de Gato Edições; Veneno (Colecção Curtas da Nova Dramaturgia), Edições Guilhotina, 2015. Em prosa poética, publicou o livro Nojo (2014), (não) edições. E em poesia, o livro Trespasse, Edições Guilhotina, 2014 e Pornographia (poesia), Editora Labirinto, 2016. Em 2017, foi publicado o seu livro Ratazanas (poesia), pela Selo Demónio Negro, em S. Paulo (Brasil). Publicou, em 2018, o seu primeiro romance Aqueles Que Vão Morrer, Editora Labirinto, e Beber Pela Garrafa (poesia), pela Companhia das Ilhas. Em 2019, foi editado A Mulher-Bala e outros contos, Editora Labirinto. Acaba de sair pela editora Companhia das Ilhas, o seu primeiro livro de poesia confessional — Confissão. É mãe. Vive mal sem caminhadas, Bach e batatas fritas.




Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM