Imagem 1585821795.jpg

O Tempo suspenso

Foto: Sunyu



2020-04-02

Em resposta a Isabel Nery, sob perspectiva histórica e, sobretudo, política, Miguel Real reflete sobre a condição humana e o nosso repto maior em meio ao desnorteio pandêmico: não sucumbir ao medo, essa argamassa tão comumente manipulada para a construção dos muros que nos separam.

A missiva faz parte de "Cartas de um outro tempo", projeto que procura captar a sensibilidade de figuras do campo cultural à nova realidade imposta pela pandemia, num mundo vazio visto das nossas janelas. Amanhã, leremos a carta de Ricardo Ramos Filho a Ronaldo Caggiano. 

 

Querida Isabel,

Obrigado pela tua carta, muito sensível, espelhando uma sensibilidade a que já me habituei, tanto nas relações pessoais quanto nos teu livros.

Não tenho certezas para anular, sequer suavizar, as emoções que nela tão bem exprimes: a revolta, o medo, a negação da solidão, o vazio do futuro. Na segunda vez, li a tua carta como se fosse o princípio de um romance que um dia poderás vir a escrever, transformando criativamente aqueles sentimentos numa obra estética. Como sabes, porque disso tens experiência pelo teu primeiro livro, é de um caos emotivo, quase uma desorientação geral do cérebro, que...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Miguel Real

Possui uma vasta obra dividida entre o ensaio, a ficção e o drama (neste último género sempre em colaboração com Filomena Oliveira), tendo recebido o Prémio de Revelação nas áreas da Ficção e do Ensaio Literário da Associação Portuguesa de Escritores, o Prémio Ler/Círculo de Leitores, o Prémio da Associação dos Críticos Literários, o Prémio Literário Fernando Namora, atribuído ao romance A Voz da Terra, também finalista do Prémio de Romance e Novela da APE, e o Prémio SPA Autores pelo romance O Feitiço da Índia. É colaborador permanente do JL, onde faz crítica literária. Na Dom Quixote, publicou os romances As Memórias Secretas da Rainha D. Amélia, A Guerra dos Mascates, O Feitiço da Índia, A Cidade do Fim, O Último Europeu e Cadáveres às Costas, e reeditou A Voz da Terra, tendo ainda publicado os ensaios Nova Teoria do Mal, Nova Teoria da Felicidade, Portugal – Um país parado no meio do caminho, Nova Teoria do Sebastianismo, Nova Teoria do Pecado e Fátima e a Cultura Portuguesa.        




Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM