Imagem 1593445528.jpg

Caligrafista do impensável

Imagem: Mirtha Dermisache, sem título. reprodução



2020-06-29

Inéditos de Douglas Souza. Curadoria de Heloisa Jahn

 

POEMA PARA MIRTHA DERMISACHE

mímicos à beira de abismos
não-escrita inteligível não
raciocinável (& assêmica) sua
beleza incompreensível não-
coisa inominável
caligrafista do
impensável pólen no
concreto aristotélico trinca
na trinca do pragmático
mundo imagético do
mundo hipotético do
mundo antes dos nomes
antes dos homens
arabescos
rabiscos em
cadernos imaginários

a doce brutalidade do nunca

 

AFUNDO

como quem em um mar profundo
avança submergindo
como alguém que furasse uma bolha e
no estouro absorvesse o ar
precioso e preciso
e indo fundo em direção ao abismo

tornar-se cada vez mais claro
sonífero, narcótico, raro
como quem em um líquido qualquer
obtivesse no malte...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 3.05

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$ 3.05

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Douglas Souza

Douglas Souza (Mauá, SP, 1976) é poeta, artesão e artista visual. Filho de ferroviários, passou boa parte da vida em Santo André. Publicou a plaquete Cisco Chave em 2015 pelo selo Ave de Rapina. Tem poemas e textos publicados nas revistas Gente de Palavra, Garupa, Lida e Ruído Manifesto, e nas antologias Vinagre, Coleta rebelde – poemas para ler nas ocupações (Editora Estranhos Atratores), Antologia poética da Biblioteca Pública de Ilhabela e Carnavalhame. Reúne seus avulsos aqui. Fotografado por Montse Bourse. 




Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM