Imagem 1594831423.jpg

O estremecido intercâmbio luso-brasileiro

Foto: Mário de Andrade. Reprodução



2020-07-15

Leia a reprodução da primeira carta da correspondência entre Mário de Andrade e Adolfo Casais Monteiro

 

O desinteresse dos modernistas brasileiros em ler seus contemporâneos portugueses, enquanto “estes fazem um real esforço pra conhecer e estimar a produção nova do Brasil”, foi motivo de queixa de Adolfo Casais Monteiro em Presença.[1] O número duplo da revista coimbrã, de novembro de 1938, traz uma coleção de poemas de Cecília Meireles e rasgados elogios a Jorge Amado, autor de Jubiabá, além dos artigos “Estado presente do intercâmbio intelectual luso-brasileiro” e “Sobre um pseudo-órgão do intercâmbio luso-brasileiro”, ambos assinados por Casais Monteiro.

No primeiro artigo, escreve Casais: “a única ligação eficaz entre os intelectuais de dois países,...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 3.05

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$ 3.05

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Marina Damasceno de Sá

É graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, onde também concluiu mestrado e doutorado na área de Literatura Brasileira. Sua dissertação “O empalhador de passarinho, de Mário de Andrade: edição de texto fiel e anotado” e sua tese “A poetagem bonita: edição e estudo de livro inédito de Mário de Andrade” foram financiadas pela Capes e orientadas pela Profa. Dra. Tele Ancona Lopez e pelo Prof. Dr. Marcos Antonio de Moraes, respectivamente, integrantes da Equipe Mário de Andrade no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo. Atualmente, faz pós-doutorado sobre o manuscrito “O sequestro da dona ausente”, de Mário de Andrade, sob supervisão da Profa. Dra. Eliane Robert Moraes na FFLCH-USP




Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM