Imagem 1598525489.jpg

Fogo e luz

Foto: cena do filme O Padre e a moça. Reprodução



2020-08-27

Para cada passo em direção à recusa da opressão, há um que retorna. O filme acompanha essa hesitação nos avanços e recuos dos planos, que se encavalam em muitos momentos; na fotografia sombria; no que a decupagem não revela. É como se fôssemos convidados a assumir a posição do padre: sentimos a gravidade do entorno sobre sua decisão, o peso das instituições em suas ações contraditórias.

 

O que resta daquilo que passa é como o outro mundo do mundo.

Pascal Quignard

 

 

O padre e a moça, de Joaquim Pedro de Andrade, foi lançado em 1965. Filmado em São Gonçalo do Rio das Perdas, na Gruta do Maquiné e na Serra do Espinhaço, a narrativa parte do poema “O padre, a moça”, de Lição de coisas, de Carlos Drummond de Andrade.

Chamado Lição de coisas, um dos títulos dados aos materiais didáticos da infância do poeta, o livro apresenta uma observação concreta do mundo, sugerida por esses livros escolares, como forma de aprendizagem: tenta-se ali apreender o...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 3.50

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$ 3.50

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Carla Kinzo

Nasceu em São Paulo. Publicou Satélite (Quelônio, 2019 ), Eslovênia (Megamíni, 2017), Cinematógrafo (7Letras, 2014), Matéria (7Letras, 2012), o infantil Grão (Pólen, 2015) e a plaquete Marco zero (nosotros editorial, 2018). É doutora em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela USP, dramaturga e atriz.

 




Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM