Imagem 1603288332.jpg
Nau

Enquanto passa a boiada

Capa do livro - edição Companhias das letras - 2015



2020-10-21

 

Ou a triste história da manada brasileira em A hora dos ruminantes, de José J. Veiga

 

Um grupo de estranhos, cujos objetivos não ficam evidentes, adentra num pacato vilarejo e monta acampamento. Aos poucos, um clima de opressão e violência toma conta do lugar, culminando em dois episódios que alteram a rotina do povoado: primeiro, dezenas de cães enervados, vindos da tapera dos forasteiros, invadem as ruas do lugarejo; depois, é a vez de centenas de bois ocuparem todo o espaço. Diante desse cenário, a população se sente acuada, mas cede cada vez mais ao poder coercitivo do grupo. Por exemplo, quando os cães dos intrusos atacam os animais do povoado, as pessoas, como se atribuíssem...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Paula Fábrio

Nasceu em São Paulo, onde mora. É doutora em Literatura pela USP. Autora de Desnorteio (de 2012), romance vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura, e Um dia toparei comigo (de 2015), livro finalista do mesmo prêmio. No corredor dos cobogós (Edições SM) é sua primeira obra juvenil.

 

 




Sugestão de Leitura


500 mil mortes

Nau
  Não há um porto seguro para esta NAU. Não há. E mesmo quando o mar, num futuro já calmo, avanç ...

Golpe

Nau
  Entre os anos 2016 e 2018, houve no Brasil uma transição legalista de governo, mas (e esse “mas” é ess ...

Só os poetas me comovem

Nau
  Penso que todo bom poeta deveria escrever uma certidão de óbito.  Conceição Evaristo compôs uma ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM