Imagem 1607530445.jpg

Canibalismo

Foto. Diogo Acosta



2020-12-09

De repente, até a maneira como abria a boca para a beijar em público a repugnava. Como se essa maneira de escancarar a boca fosse o gesto que antecedia o acto de a devorar viva, inteira.

 

Ele parecia um marido tão ciumento que exigia
que a sua mulher tivesse os mesmos sonhos que ele.

Mishima, Neve na Primavera

 

 

Ele enfiava as mãos na boca dela.

Penteava-a, puxava-lhe o cabelo para trás das orelhas, como se fosse uma boneca, ficas mais bonita assim.

Quando ela dormia, acordava-a para saber se estava bem, porque parecia inquieta.

Quando ela dizia que não lhe apetecia sexo, ele respondia, tocando-lhe com mãos pegajosas: Queres, queres, eu sei que queres.

Exigia que ela o penetrasse, cada vez mais, como um sinal de entrega, quero ser todo teu, quero que estejas dentro de mim.

Quando queria...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 3.50

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$ 3.50

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Tânia Ganho

Nasceu em 1973, em Coimbra. Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, trabalhou durante vários anos em legendagem para televisão e cinema. Foi assistente convidada na Universidade de Coimbra, onde leccionou tradução literária, área a que se dedica há mais de 20 anos. Traduziu autores como Angela Davis, Siri Hustvedt, Maya Angelou, Leila Slimani, Chimamanda Adichie, Amor Towles, David Lodge e Alan Hollinghurst, entre muitos outros. É autora dos romances A Vida sem Ti (2005), Cuba Libre (2007), A Lucidez do Amor (2010) e A Mulher-Casa (2012) e tem vários contos publicados na revista Egoísta. Em 2012, ganhou o primeiro prémio na categoria internacional do Concurso de Contos Cidade de Araçatuba, no Brasil. Depois de ter vivido em Inglaterra, na Alemanha e em França, reside actualmente em Lisboa. Apneia é o seu mais recente romance (Casa das Letras, Julho 2020).




Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM