Imagem 1611256126.jpg

escrever desde o Sul.5

Foto: Yves Klein:Grande Anthropophagie bleue, Hommage à Tennessee Williams



2021-01-21

porque a indiferença, quando cresce, faz nascer o seu oposto o ódio a perda da estrofe e do verso, escrever desde o Sul é hoje essa síncope sem fraseio quase sem manuseio sem linguagem e sem mundo um lamento permanente de quando o meu mundo era mais mundo

 

escrever desde o Sul é escrever a perda do mundo

a falência dos sonhos, a dor do que não vimos,

zona onde uma árdua memória da cegueira, no melhor dos casos, nasce

marcada para morrer

face ao que aceitamos conviver, mesmo quando sabíamos que era insuportável.

a pobreza em zona de contato permanente com a riqueza

essa geografia de uma beleza tórrida, próxima do seu próprio horror

o de uma cidade emaranhada à dor

ao extermínio, à precariedade histórica das vidas da maior parte das pessoas desse país, em sua maioria pretas, em sua maioria os pobres são sempre pretos.

as favelas, as favelas, esse monumento artístico, estético e...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 3.50

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$ 3.50

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


ASSINATURA

DESDE R$ 39.00

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Kiffer

É Professora da Pós-Graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da PUC-Rio, Cientista do Estado pela FAPERJ e Bolsista de Produtividade no CNPq. Curadora convidada da Bienal de SP 2021. É escritora, com livros como Tiráspola e Desaparecimentos, Editora Garupa, 2016, A punhalada, 7Letras, 2016, Todo Mar, Urutau, 2018; colunista da Revista Literária Pessoa, pesquisadora da obra do escritor francês Antonin Artaud, vem desenvolvendo há muitos anos uma investigação sobre os diversos modos de relação entre os corpos e a escrita. Autora do livro Antonin Artaud, EDUERJ, 2016, e com Gabriel Giorgi Ódios Políticos e Politica do Ódio, RJ: Bazar do Tempo, 2019 e Las Vueltas del ódio, BA: Eterna Cadência, 2020. Organizadora do livro A Perda de Si – cartas de A. Artaud, Rocco, 2017; e das coletâneas Sobre o Corpo 7Letras, 2016, Expansões Contemporâneasliteratura e outras formas, com Florência Garramuno, UFMG, 2014, entre outros artigos e ensaios.  Fotografada por Aline Macedo.




Sugestão de Leitura


escrever desde o Sul. 6

  escrever desde o Sul é escrever com os mortos. que nos ensinam o respeito aos nossos ancestrais. se dependesse apenas de n&oa ...

escrever desde o sul. 4

  um ano sob o signo da morte, cuja sorte foi conseguir sobreviver. durar um pouco mais através dos dias, inventar encontros inexi ...

Escrever desde o Sul - 3

  sou uma e vários corpos desde que escrevo o meu corpo também escreve. o seu texto rabisca e corta. ele é ainda ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM