Imagem 1612708786.jpg
Nau

Não leiam delicados este texto

Foto: Desembarque de Pedro Álvares Cabral - Porto Seguro, 1500. Oscar Pereira da Silva



2021-02-07

Um dos textos me atormentou de modo pungente: “Retrato de um professor de torturadores”. Ao lê-lo, retive a sensação de que “o acontecido torna a acontecer enquanto o autor conta”. Entretanto, mais estranho e avassalador é perceber que o acontecido está a acontecer enquanto lemos e relemos cada linha. Mesmo que se passem dez, vinte ou trinta anos.

 

“A memória longínqua de uma pátria/ Eterna mas perdida e não sabemos/ Se é passado ou futuro onde a perdemos”.

Os versos de Sophia de Mello Andresen me levam a pensar que em tempos extremos perdemos a pátria mais que em qualquer outro momento.

Nascida em Portugal, assim como Jorge de Sena, escritor a quem tomo de empréstimo o título deste texto, Andresen experimentou o exílio como sensação existencial – algo semelhante ao que sinto neste momento, sequestrada dentro do meu próprio país, numa prisão domiciliar agravada com o abandono e a iniquidade do Estado diante de uma crise sanitária sem precedentes.

Andresen...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Paula Fábrio

Nasceu em São Paulo, onde mora. É doutora em Literatura pela USP. Autora de Desnorteio (de 2012), romance vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura, e Um dia toparei comigo (de 2015), livro finalista do mesmo prêmio. No corredor dos cobogós (Edições SM) é sua primeira obra juvenil.

 

 




Sugestão de Leitura


500 mil mortes

Nau
  Não há um porto seguro para esta NAU. Não há. E mesmo quando o mar, num futuro já calmo, avanç ...

Golpe

Nau
  Entre os anos 2016 e 2018, houve no Brasil uma transição legalista de governo, mas (e esse “mas” é ess ...

Só os poetas me comovem

Nau
  Penso que todo bom poeta deveria escrever uma certidão de óbito.  Conceição Evaristo compôs uma ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM