Imagem 1616061017.jpg

Maternidade e sororidade se fundem em narrativa sobre estupro

Foto do acervo da autora



2021-03-18

Nessa construção, a maternidade é uma espécie de elo fundamental: entre o corpo vitimizado e “dilacerado” que experimentou a dor como uma experiência de morte e o corpo que deu gêmeos à luz, encontrando prazer na dor do parto – mas também, e sobretudo, entre o passado traumático e o futuro no qual se espera superá-lo.

 

Vista chinesa, de Tatiana Salem Levy, é dos livros mais importantes dos últimos tempos. Por isso escolho comentá-lo neste texto que inicia minhas contribuições para a Pessoa, contrariando dois aspectos que me desaconselham a fazê-lo. Primeiro, a maternidade – tema de minhas pesquisas recentes ao qual este espaço será dedicado –, que aparece de forma pouco óbvia, mais como horizonte que propriamente como representação. Nesse sentido, começo já um pouco à margem de minha própria proposta.

Além disso, a narrativa expõe forte e assumidamente a dor de alguém real – constituindo um terreno desafiador para a crítica literária, que, na...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Luisa Destri

Luisa Destri escreve e pesquisa – quase nunca nessa mesma ordem, muitas vezes sobre literatura, atualmente em torno da representação literária da maternidade. Tem doutorado em Literatura Brasileira (USP) e mestrado em Teoria e História Literária (Unicamp), com estudos sobre poesia brasileira. É coautora da biografia Eu e não outra – a vida intensa de Hilda Hilst (Tordesilhas, 2018).




Sugestão de Leitura


Diante da dor e da morte da mãe

  São muitas as frases lapidares de Lili: novela de um luto, de Noemi Jaffe. Fazendo da escrita uma maneira de viver a dor diante ...

A nova mulher do século XIX

  Neste momento em que a demanda de movimentos pela leitura da literatura escrita por mulheres encontra ressonância no públi ...

Mãe branca, mãe preta e o início do romance no Brasil

  Primeiro romance brasileiro publicado por uma mulher, Úrsula, de Maria Firmina dos Reis (1822 – 1917), não é ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM