Imagem 1637172723.jpg

Formas breves: obsessões prolongadas

Foto: Luciana Tiscoski. Divulgação



2021-11-17

Narrativas de Área de broca da catarinense Luciana Tiscoski são guerrilhas poéticas

 

Com o passar do anos, a empolgação ao redor dos livros e de todo o festim da vida literária se apaga e você acaba se tornando um quadro cinza, emoldurado numa parede branca, que observa um grande número de balões coloridos que mais cedo ou mais tarde estouram. E não sobra quase nada. Mas de vez em quando pequenos milagres acontecem, e você retoma a antiga verve. Isso acontece quando descubro uma escrita que me retorce (a Elena Ferrante chama isso de “terremoto interno”). Assim foi com Área de broca (Editora Nave, 2021), o livro de estreia da catarinense Luciana Tiscoski. São...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Carlos Henrique Schroeder

É autor de Ensaio do vazio (7Letras, 2007), adaptado para os quadrinhos; da coletânea de contos As certezas e as palavras (Editora da Casa, 2010), vencedora do Prêmio Clarice Lispector, da Fundação Biblioteca Nacional, e do romance As fantasias eletivas (Record, 2014), em adaptação cinematográfica e lançado na Espanha pela Maresia Libros. Este livro também foi leitura indicada nos vestibulares UFSC, UDESC e Acafe nos anos de 2016 e 2017. Publicou também História da chuva (Record, 2015), obra contemplada pela bolsa Petrobras Cultural. Em 2020 lançou Aranhas (Record), com narrativas breves inspiradas em espécies de aranhas. Tem contos traduzidos para o inglês, alemão, espanhol e islandês. 

 




Sugestão de Leitura


A identidade Heringer

  Um. No início dos anos 2010 fui (ou me enxergava como) um curador de links literários, postando nas redes sociais um e ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM