Imagem 1666884516.jpg

A razão fascista

FOTO: EWERTON MARTINS RIBEIRO



2022-10-27

O Ur-Fascismo ainda está a nosso redor, às vezes em trajes civis. Nosso dever é desmascará-lo e apontar o indicador para cada uma de suas novas formas — a cada dia, em cada lugar do mundo. Liberdade e liberação são uma tarefa que não acaba nunca.

Umberto Eco

 

Contamos esta anedota ao redor do fogo, alguns dias antes do fim. Em seguida, fizemos silêncio e esperamos.

 

Era a véspera do mais decisivo sacramento do fascismo religioso, e um ateu, crente de que ainda pudesse salvar alguma alma por meio do exemplo, foi à praça pública provar a inexistência de tudo...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ewerton Martins Ribeiro

Funcionário público federal, é mestre em literatura brasileira e doutor em teoria da literatura pela UFMG, universidade em que atua como jornalista. Publicou a novela A Grande Marcha (editoras Circuito e e-galáxia, 2014 e 2015). Nasceu em 1981 em Belo Horizonte, Minas Gerais, no Brasil, onde vive. (Foto: Foca Lisboa.)




Sugestão de Leitura


Contos do beleléu e das cucuias

Finou-se um tal inglês Gastrônomo e patife Que tanto — de uma vez Comeu, comeu e esparramou-se em bife; Que um dia de jejum ...

O dia do sexo

Um pouco de putaria é necessário em toda vida para a manter normal, saudável. D. H. Lawrence   Seis de setembr ...

Como não morrer

A maioria dos que falaram de Kafka definiram sua obra, de fato, como um grito desesperado que deixa o homem sem recurso nenhum. Mas isso exige um ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2024 REVISTAPESSOA.COM