Imagem marques-748x1024.jpg

Coscuvilhices e leituras esquecidas



2015-11-21

Para onde vão as palavras que esquecemos? Mergulham no sonho ou naufragam no mar? Equilibram-se nos bicos dos arranha-céus? Diluem-se na luz? E as páginas dos livros lidos com todo o gosto? Como subsistem? Conversariam entre si? E de onde surge este poder de animar-se ao retomá-las quando reabrimos os mesmos livros e as reconhecemos, como uma legião de minhoquinhas arejando a terra do dia que pisamos? Em que espreita estiveram para nos encontrar?

Na estreia desta coluna, ia escrever sobre a antologia de entrevistas com autores portugueses contemporâneos, As palavras não se afogam ao atravessar o Atlântico, do jornalista Carlos...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Tiago Novaes
Tiago Novaes é escritor, tradutor e doutorando em Psicologia pela USP. Publicou o livro de contos Subitamente: agora (7Letras) e os romances Os amantes da fronteira (Dobra), Estado Vegetativo (Callis) e Documentário (Funarte), que acompanha o longa-metragem “Herança”, dirigido e editado pelo autor. Em 2013, organizou a antologia Tertúlia: o autor como leitor (Sesc Edições), elaborado a partir dos encontros que idealizou, realizados no Sesc-SP. Foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2008 (Estado Vegetativo), Jabuti 2014 (Tertúlia) e Prêmio Oceanos (Os amantes da fronteira), e obteve bolsas de estímulo da Secretaria da Cultura de São Paulo e Fundação Nacional das Artes (Funarte). Traduziu mais de uma dúzia de livros em ficção e não-ficção. Publicou artigos como correspondente internacional para a Folha de São Paulo, Estadão e BBC-Brasil.



Sugestão de Leitura


Um bom livro entre maus leitores

Na era da técnica, como já se sabe, a informação tornou-se o meio predileto de comunicação humana. Nesse século XX, e num grau máximo no século X ...

Na língua estavam escritos todos os mares

Na orla carioca, com as pernas ligeiramente cruzadas para o forte de Copacabana, há uma estátua em bronze muito aparentada a um poeta mineiro de ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM