Imagem Foto-de-Arielle-Jay-1024x768.jpg

O outro



2014-11-18

“L’enfer c’est les autres”
Jean-Paul Sartre – Huit-Clos

Sou uma mulher sozinha. Minha mãe sempre dizia: casa, Sandra, que é horrível ficar sozinha. Ela entendia dessa coisa de ser sozinha, pois era mãe solteira, e desde que eu saí de casa, muito cedo, ficou só, no sítio onde morávamos.

Casei, separei, casei de novo, de novo separei, e sou uma mulher sozinha, sem marido nem filhos. Não acho que minha mãe tivesse razão. Prefiro ficar só. Os outros são perigosos, é uma luta constante. Um subjuga, o outro é subjugado, um fere, o outro é ferido, um mata, outro morre. E vice-versa, pois...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Miriam Mambrini
Miriam Mambrini é carioca e formada em Letras. Seu primeiro livro de contos, O baile das feias, foi publicado em 1994. Nesse livro e no que se seguiu, Grandes peixes vorazes, incluiu contos premiados em vários concursos.  Escreveu os romances A outra metade, atualmente em segunda edição, As pedras não morrem e O crime mais cruel, os dois últimos adquiridos pelo PNDE do Ministério da Educação.  As crônicas de Maria Quitéria, 32 falam de sua vida de menina em Ipanema, o bairro onde nasceu e sempre viveu.  Publicou ainda, em livro e audiolivro, Vícios ocultos, contos, e Ninguém é feliz no paraíso, romance. Seus contos foram incluídos em várias antologias, entre as quais 30 Mulheres que estão fazendo a literatura brasileira hoje, seleção de Luiz Ruffato (Record) e Contos de escritoras brasileiras (Martins Fontes).



Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM