Imagem 291I62220161934295P032.jpg

Todo dia deveria morrer um poeta



2014-11-14

Para meus alunos

Ou todo dia deveria morrer Manoel de Barros. Nas redes sociais, há uma onda avassaladora de seus poemas, muito mais do que depois da partida de outros grandes autores este ano. Os mais impacientes reclamam já deu, já deu, vamos virar a página; os policialescos logo denunciam nunca deve ter lido um livro dele; e os especialistas-em-nada-mas-que-pensam-ser-em-tudo são precisos em seu diagnóstico: modinha. Independentemente do que dizem os opinadores virtuais, a verdade é que o número vertiginoso de poemas compartilhados, e não importa a motivação de seus publicadores, me faz desejar que mais poetas morram todo dia, para que o corte transgressor operado pela literatura no tempo seja ainda mais radical e decisivo. Veja, leitor, que não estou proferindo nenhum anátema sobre as vidas dos indivíduos que se meteram nessa coisa de fazer inutensílios, como o próprio poeta matogrossense definiu sua arte, ou artices. Falo da morte do poeta como o paroxismo da dessacralização da vida em sua...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Rodrigo Jorge

Rodrigo Jorge nasceu no Rio de Janeiro. Foi pesquisador visitante na Princeton University. Doutor em Literatura Comparada e Mestre em Letras pela UFF, desenvolve pesquisas sobre modernismo brasileiro, epistolografia e relações interartes. Como docente, lecionou literatura brasileira na Faculdade de Letras da UFRJ e no Instituto de Letras da UFF. Atualmente, é pesquisador de pós-doutorado no Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP).




Sugestão de Leitura


A consciência da linguagem e a miséria do mundo

A frase em epígrafe foi dita por uma moradora do edifício Wilton Paes de Almeida, no largo do Paissandu, Centro de São Paulo ...

O insone encarcerado

“Fiz o possível por entender aqueles homens, penetrar-lhes na alma, sentir as suas dores, admirar-lhes a relativa grandeza, enxergar nos seus def ...

Mulheres não afundam navios

Neste ano, teremos Ana Cristina César como justa homenageada da 14ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP). A escolha não só é ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM