Imagem imagem1.jpg

Desvendando o livro fantasma de Paul Valéry



2014-08-18

tornar puramente possível tudo o que existe Alfabeto, Valéry

Como tudo o que existe e é definitivo, a materialização de Poemas Apócrifos de Paul Valéry (Confraria do Vento, 2014) é fruto de uma casualidade. Claro que, para tornarmos a realidade mais crível, podemos acordar que toda casualidade é parte de uma ficção maior. Isso talvez explique com coerência satisfatória como um encontro acidental em 2007 acabou por me levar a uma aventura intelectual, legal e física digna de uma peça farsesca que, por fim, culminou na primeira tradução desta obra tão atípica no repertório de um dos poetas mais importantes do séc. XX. O encontro se deu numa tarde de junho, na Place Saint-Sulpice, em Paris. Eu observava os livros nos estandes montados para o Marché de la Poésie, quando, diante da banca das edições Flammarion, troquei algumas palavras com uma senhora chamada Martine. Foi o início de um bate-papo entusiasmado sobre poesia, que finalmente terminou numa reunião à volta da mesa...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Márcio-André
Márcio-André é poeta, ensaísta, tradutor, artista sonoro e visual nascido no Rio de Janeiro e radicado na Espanha. Publicou Intradoxos (2007) e Ensaios Radioativos (2008) e fundou o coletivo, revista e editora Confraria do Vento. Deu aula de escrita criativa na Universidade de Coimbra e recebeu, em 2008, a bolsa FBN. Traduzido para mais de dez idiomas e presente em inúmeras publicações internacionais, foi poeta convidado em alguns dos principais festivais europeus, latino-americanos, dos EUA e Canadá. Em 2007, realizou uma “leitura suicida” nas ruínas da cidade fantasma de Prypiat, Chernobyl.



Sugestão de Leitura


Gesto e esquecimento no túmulo de Ezra Pound

A visita ao túmulo de Ezra Pound foi certamente o momento mágico da minha estadia em Veneza. Estive na cidade a semana passada para realizar uma ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM