Imagem 1580912112.jpg

O explicador

Foto: Leonardo Villa-Forte. Por Diana Sandes



2014-07-21

Neste livro de estreia do carioca Leonardo Villa-Forte, os personagens são irresolutos, confusos ou intempestivos. Um dos temas recorrentes é a dificuldade em se ajustar às estruturas rígidas das quais não conseguem escapar, sejam empregos entediantes ou relacionamentos vazios.

Para o escritor português Gonçalo M. Tavares, a linguagem é seca, direta ao assunto, sem belezas laterais e inúteis.

O livro reúne 14 contos desenvolvidos com maestria, segundo o escritor Paulo Scott:  Um dos grandes méritos desse jovem autor está na inteligência de arquitetar e mover suas histórias sem descuidar da tensão psicológica dos tempos e dos personagens, de um modo que prende a leitura (nunca a sobrecarregando com o que de fato tem a dizer, e sim fazendo com que isto se realize no limiar e subliminar narrativo).

Leonardo Villa-Forte foi premiado no Prêmio Off-FLIP de contos e seus trabalhos estão publicados em antologias, jornais e revistas no Brasil, como Folha de São Paulo, O Globo e Revista Pessoa; traduzidos para revistas da Inglaterra, como Litro Magazine e Modern Poetry in Translation. Leonardo é autor da intervenção urbana Paginário e do projeto de literatura e arte visual MixLit - O DJ da Literatura. Graduado em psicologia, estudou filologia na Espanha e atualmente cursa mestrado em literatura, cultura e contemporaneidade.

Confira trecho inicial de um dos contos do livro.

Peça publicitária

Quando trabalhava num escritório com sede no Centro do Rio de Janeiro, Bernardo costumava almoçar num lugar chamado Verdário, uma espécie de fast-food saudável. A comida era ótima e o atendimento simpático. Havia uma mesa grande, coletiva, de madeira rústica, na entrada, e uma parte ao lado, como uma sala separada, com várias mesas para duas ou quatro pessoas. Bernardo tinha o hábito de se sentar nessa parte e, como geralmente fazia sua refeição sozinho, abria um jornal ou uma revista na mesa para folhear enquanto comia.

Num dia movimentado, com aquela parte lotada, Bernardo acabou...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


Azagaia

  às mães e também às mães em minha mãe   é de muita miçanga nos fio ...

Moço em estado de sítio

  (Silêncio. Acende uma luz em Lúcio e Jean-Luc. Comem pão com queijo. Ruído de rua. Um homem idoso está ...

Palavras por uma boa morte

  Poema Zen As palavras não fazem o homem compreender, é preciso fazer-se homem para entender as palavras. Herberto ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM