Zetho Cunha Gonçalves

Zetho Cunha Gonçalves nasceu na cidade do Huambo, em Angola, em 1960. Poeta, autor de literatura infanto-juvenil, ficcionista, antologiador, tradutor de poesia e organizador de edições. Publicou, desde 1979, mais de 30 livros, entre os quais, de poesia, A palavra exuberante, 2004; Sortilégios da terra: Canto de narração e exemplo, 2007; Rio sem margem: Poesia da tradição oral, 2011; Terra: Sortilégios, 2013; Rio sem margem: Poesia da tradição oral. Livro II, 2013; Noite vertical, 2014. Tem traduções da sua obra para alemão, espanhol, hebraico e italiano, e colaboração dispersa por jornais e revistas de Angola, Brasil, Espanha, Moçambique, Itália e Portugal. Vive atualmente em Lisboa, dedicando-se inteiramente à literatura.
Recomendado

A oitava lua nova

2014-03-29
Fingimento - seção brasileira
A oitava lua nova À Glaura Cardoso A flor do imbondeiro cai do coração de um pássaro – esta é a Noite que desmembra o Tempo, se ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM