Carola Saavedra

É autora dos romances Toda terça (2007), Flores azuis (2008), Paisagem com dromedário (2010), O inventário das coisas ausentes (2014) e Com armas sonolentas (2018), todos pela Companhia das Letras. Seus livros foram traduzidos para o inglês, francês, espanhol e alemão. Está entre os vinte melhores jovens escritores brasileiros escolhidos pela revista Granta. É doutora em Literatura Comparada pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, professora e pesquisadora de Literatura e Estudos Culturais no Instituto Luso-Brasileiro na Universidade de Colônia. Sua pesquisa atual, sobre arte e literatura indígena no Brasil, é parte do projeto “O pensamento das margens: arte e literatura indígena e afro-brasileira”, financiado pela Fundação Thyssen. Acaba de lançar o livro de ensaios O mundo desdobrável: ensaios para depois do fim (Relicário 2021).

Recomendado

Poemas caminhados: uma narrativa-instalação

2021-07-05
Arte, Autonomia e Política
    Este trabalho foi realizado durante a pandemia. Surgiu da minha necessidade de pensar o luto de uma casa, que é também o luto de um país. ...

Como vim parar aqui?

2018-09-12
Orpheu
  Angela Marsiaj escreve ficção desde 2014, é como ela se apresenta na biografia que pedi. E acho que essa apresentação diz muito so ...

Em busca de voz própria

2018-07-09
Orpheu
  Louise Belmonte tem 22 anos e acaba de escrever Primeira pele um romance profundo, belo e intenso. Lembro imediatamente das palavras de Vargas Llosa, que afirma ...

Humor diante da tragédia

2018-06-06
Orpheu
  Uma das coisas mais difíceis num romance é o humor, trabalhar com humor de forma a que ele seja uma constante, trabalhar com humor sem que falte seried ...

Terrapreta: o outro e o afeto

2018-05-07
Orpheu
  Rita Carelli me chamou a atenção logo que a conheci, algo no seu olhar, parecia ao mesmo tempo tão perto e tão longe, depois fiquei saben ...

Um romance de extremos

2018-04-09
Orpheu
  É sempre emocionante ver surgir um escritor, e eu tive a honra e a alegria de acompanhar essa busca da Helena. E esse encontro. Que na verdade nada mais &eacu ...

Você ainda vai ouvir falar delas

2018-04-01
Mensagem
Em abril estreia a minha nova coluna na Revista Pessoa sobre as novas vozes femininas que vão fazer a literatura brasileira. Outro dia o Henrique Rodrigues (esc ...

Dar voz ao silêncio

2016-11-07
Terceiro Caderno
Desesterro Um neologismo dá título ao livro, e, com ele, as primeiras pistas. Procuro o conforto do Houaiss: Esterroar ou desestorrar (desmanchar os torr&otil ...

Enigmas, silêncio, traição

2016-08-27
Terceiro Caderno
Avesso À primeira vista, o enredo: mulher de meia idade descobre que o marido tem uma amante vinte anos mais jovem. Mas não, logo fica claro, trata-se de outr ...

Anotações sobre Hanói

2016-08-03
Terceiro Caderno
Hanói Com Hanói nas mãos, uma parede e as marcas e estruturas da parede, uma foto-pintura em sépia, e sobre ela, numa espécie de colagem, ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM