Filipa Leal

Nasceu no Porto em 1979. Publicou o seu primeiro livro, «lua-polaroid», em 2003, a que se seguiram nove títulos de poesia, entre os quais «A Cidade Líquida», «O Problema de Ser Norte», «A Inexistência de Eva» (ed. Deriva), «Adília Lopes Lopes» (não-edições), ou os mais recentes «Vem à Quinta-feira» (2016) e «Fósforos e Metal sobre Imitação de Ser Humano» (2019, ed. Assírio & Alvim). Está editada em Espanha (desde 2010, com o seu livro «La Ciudad Líquida», ed. Sequitur) e na Colômbia (2016, com a antologia «En los Días Tristes no se Habla de Aves», ed. Tragaluz). Formada em Jornalismo pela Universidade de Westminter (Londres), é Mestre em Estudos Portugueses e Brasileiros pela Faculdade de Letras do Porto. Trabalhou em rádio, imprensa e televisão. Poeta, jornalista e argumentista, recebeu, pela escrita da longa-metragem de cinema JOGO DE DAMAS, de Patrícia Sequeira, o Prémio Golden Aphrodite de Melhor Guião no Festival de Cinema do Chipre (2016) e o Prémio de Melhor Guião no International Monthly Film Festival de Copenhaga (2017). Autora e argumentista da série de televisão MULHERES ASSIM (RTP1, 2016-2017) e da peça de teatro musical infantil A VOLTA AO MUNDO EM 60 MINUTOS (Elenco produções, 2014). Actualmente, colabora com o programa semanal de literatura NADA SERÁ COMO DANTE, na RTP2. Acaba de publicar o seu primeiro livro de teatro: «O Quadrado de F.» (não-edições, Março 2020). Fotografada por Alfredo Cunha.

Recomendado

Carta a João Gesta

2020-04-24
Cartas de um outro tempo
  Lisboa, 30 de Março de 2020 Meu querido João,   Escrevo-te para o futuro. Não para o nosso futuro, mas para o futuro dos que nos l ...

Quinta da Boavista

2016-10-13
Fingimento
Vem à quinta-feira Vem à quinta-feira. É quase fim-de-semana e podemos, talvez, beber uma cerveja ao cair da tarde, enquanto planeamos a viagem a Paris ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM