Evandro Affonso Ferreira

Evandro foi redator publicitário até 1990, quando sofreu um infarto e abandonou a publicidade para se dedicar à literatura. Estreou com o livro de humor Bombons Recheados de Cicuta, renegado pelo autor. Em seguida publicou Grogotó. O mineiro de Araxá teve em São Paulo os sebos Sagarana e Avalovara. Em 2010, ganhou o Prêmio APCA de melhor romance com Minha Mãe se Matou Sem Dizer Adeus e o Prêmio Jabuti de 2013 com O Mendigo que Sabia de Cor os Adágios de Erasmo de Rotterdam. É também autor de Os Piores Dias de Minha Vida Foram Todos. 

Recomendado

Antonio Geraldo: "a literatura é uma fábrica falida de gazuas"

2018-01-10
Abstrações
  Evandro –Marina Tsvietaieva: Até aos quatro anos, segundo testemunho de minha mãe, só dizia a verdade; depois, evidentemente reagi. O escr ...

"Uma barulheira danada a cada eu perdido pelo caminho"

2017-12-15
Abstrações
  Evandro Affonso Ferreira – E essas telhas que vão se quebrando pelos caminhos? Vida é casa destelhada carente de reformas eternas? Marcelo Mir ...

Alcir: "A esperança radical vive de resultados improváveis"

2017-11-16
Abstrações
  Evandro Affonso Ferreira - Morte... E a morte, Alcir? Provoca-lhe estupores, medo? Ou é apenas vazio definitivo depois dessas infindáveis lacunas vida ...

2017-08-26
Abstrações
  Felipe Franco Munhoz é formado em Comunicação Social pela Universidade Federal do Paraná. Recebeu uma Bolsa Funarte de Cria&cce ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM