Alcir Pécora

É Professor Titular de Teoria Literária da Universidade Estadual de Campinas e membro da Accademia Ambrosiana de Milão. Entre outras obras, escreveu Teatro do Sacramento (1994); Máquina de Gêneros (2001) e Rudimentos da Vida Coletiva (2002). É organizador de A Arte de Morrer (1994), Escritos Históricos e Políticos do Padre Vieira (1995), Sermões I e II (2000-2001); As Excelências do Governador (2002); Lembranças do Presente (2006); Índice das Coisas Mais Notáveis (2010); Por que Ler Hilda Hilst (2010). Editou as Obras Reunidas de Hilda Hilst (2001-2008), de Roberto Piva (2005-2008), e as Obras Teatrais de Plínio Marcos (2017). 

Recomendado

Notas sobre a fortuna crítica de Hilda Hilst

2018-06-01
Terceiro Caderno
  Esta nova totalização dos dados levantados por Cristiano Diniz, em continuação ao trabalho admirável que ele tem feito no Centro d ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM