Marize Castro

Marize Castro (Natal, 1962) revelou-se em livro, em 1984, com a publicação de Marrons Crepons Marfins ”que surpreendeu crítica e público pela força e originalidade de sua palavra”, segundo Nelly Novaes Coelho no Dicionário Crítico de Escritoras Brasileiras. É autora dos livros de poesia Rito (1993), Poço. Festim. Mosaico (1996), Esperado ouro (2005), Lábios-espelhos (2009) e Habitar teu nome (2011). Sua poesia tem sido traduzida por poetas de outros países. Sobre ela, afirmou Haroldo de Campos: “Em seus versos há algo de fundamental, algo entre o belo e o verum, a verdade em beleza, um cuidado especial com a síntese, um encontro com  a poesia”.
Recomendado

Aviso

2015-05-05
Fingimento - seção brasileira
AVISO   É perigoso, menina, sair de casa sem seu guarda-chuva perolado sem seu fogo mortífero sem seu sexo sempre aberto aos apelos do mundo. É perigoso, menin ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM