Marcos Siscar

Marcos Siscar publicou, entre outros, os livros de poesia Metade da Arte (2003), O Roubo do Silêncio (2006), Interior via Satélite (2010) e Cadê uma Coisa (2012). Traduziu para o português autores como Michel Deguy e Jacques Roubaud. É professor da Universidade Estadual de Campinas, Brasil, tendo publicado volumes de ensaios como Poesia e Crise (2010) e Jacques Derrida : literatura, política e tradução (2013).
Recomendado

O espelho da pele

2015-07-23
Fingimento - seção brasileira
O Jardineiro noturno contrariando o dia claro e os cortes difíceisas raízes renitentes e a reparação do erroo jardineiro delicadamente arranca uma a umaas plantas que nas ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM