Blenda Santos

É poeta, mulher negra e vem da periferia de Aracaju, capital do estado de Sergipe. Iniciou o seu trabalho com a Literatura em 2016 e, desde então, circula por diversos espaços, utilizando a poesia falada como ferramenta de reconstrução da identidade do povo negro e periférico. Venceu o Slam SE em 2018 e foi a representante do estado no Campeonato Brasileiro de poesia falada. Atualmente, Blenda é a Slamaster do Slam Interescolar Sergipe.

Recomendado

Carta a Sandro Sussuarana

2020-04-08
Cartas de um outro tempo
  Querido Sandro, Tudo igual, como sempre, aqui em Aracaju. Na manhã de quarta-feira da semana passada, um vendedor ambulante que descumpria o decreto de ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM