João Gesta

1953. Perdoem-me, há anos assim. Estudou Economia nos anos 70. Escreveu oito livros de f(r)icção, organizou três colectâneas poéticas e dirigiu várias revistas literárias. Foi membro fundador dos colectivos poéticos “Fundição Veia Assanhada”, ForçasAmadas”, “Caixa Geral de Despojos” e “Peixe Graúdo”. Exerce, desde 2002, as funções de programador cultural ao serviço da Câmara Municipal do Porto. Organiza no Teatro Municipal do Porto o ciclo poético “Quintas de Leitura” e, mais recentemente, o “Café Literário”. Acredita em Deus e na Revolução, não necessariamente por esta ordem. Fotografado por Isabel Cristina Porto.

Recomendado

Carta a Filipa Leal

2020-04-25
Cartas de um outro tempo
  Leça do Balio, 11 de Abril de 2020 Minha menina querida,   1º andamento Gostei muito de receber a tua carta. Gosto de cartas. Cartas de ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM