Mário de Carvalho

Naceu em Lisboa. É um romancista, contista, dramaturgo e argumentista. Em 1981, publica os seus primeiros livros: Contos da Sétima Esfera e Casos do Beco das Sardinheiras. Entre os vários livros publicados destacam-se títulos como A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho (1983) e Era Bom que Trocássemos Umas Ideias Sobre o Assunto (1995). Vencedor do prémio Pégaso de Literatura, o romance Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde (1994) é o seu livro mais reeditado e com o maior número de traduções. Além deste galardão, é também vencedor dos prémios italianos Giuseppe Acerbi e Citá de Cassino, e ainda dos prémios Fernando Namora, Vergílio Ferreira e PEN Clube Português, entre outros.

 

 

Recomendado

Carta a Manuel Alberto Valente

2020-04-19
Cartas de um outro tempo
  Lisboa, 12 de Abril de 2020   Manuel Alberto, Caríssimo, Recebi e muito agradeço a tua simpática carta, a que respondo em conti ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM