Filipa Martins

Escritora, argumentista e jornalista, nasceu em Lisboa, em 1983. Colabora e colaborou, enquanto jornalista, em publicações como o Diário de Notícias, Notícias Magazine, Evasões, Revista LER e Jornal i. Tendo sido diretora do jornal Briefing (2008 e 2010) e editora do Jornal i (2010 e 2011). Recebeu o Prémio Literário Manuel Boaventura 2019 com "A Memória dos Rouxinóis’ (Quetzal, 2018). Recebeu, ainda, o Prémio Revelação, na categoria de Ficção, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores (APE), com Elogio do Passeio Público (Editora Guimarães, 2008) e o Prémio Jovens Criadores do Clube Português de Artes e Ideias com Esteira. Publicou ainda os romances Quanta Terra (Editora Guimarães, 2009) e Mustang Branco (Quetzal, 2014).  É coautora da coletânea de contos Mães que tudo (Companhia das Letras, 2019). É especialista do Plano Nacional de Leitura (PNL). Manteve, em coautoria, um programa semanal na Rádio Renascença dedicado à promoção do livro e da leitura, intitulado “A Biblioteca de”, e uma rubrica de divulgação de novidades literária na plataforma digital NiT.pt. 

Recomendado

Carta a Rui Couceiro

2020-05-09
Cartas de um outro tempo
  Olá, Rui. Escrevo-te no último dia de estado de emergência. Amanhã, entraremos em estado de calamidade. Se a proteção civ ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM